Skip to Content

ABRADIG faz aniversário de 2 anos com novos projetos envolvendo DRM

A ABRADIG (Associação Brasileira do Rádio Digital) completou 2 anos! E é com entusiasmo que a ABRADIG vem participando de novos desenvolvimentos do Rádio Digital no Brasil, junto à Universidade de Brasília e Rádio Nacional da Amazônia (ver entrevista com o Eng. Ismar, da Nacional da Amazônia) com o uso do DRM em Ondas Curtas, e outros radiodifusores, como a Rádio Inconfidência, através do Eng. Enos, também demonstraram interesse em iniciar testes com o DRM na faixa de Ondas Curtas.

A ABRADIG tem o conhecimento que o Rádio Digital (que não tem nada ver com o "Digital" utilizado pela ABERT ou SGR, onde deve-se ler "Internet" ou "Web Rádio") irá melhorar sobremaneira a qualidade das transmissões em OM, OT e OC, permitindo uma qualidade de áudio a essas emissoras superior ao FM, além de todos os benefícios de uma transmissão digital, como envio de textos, imagens e aplicações interativas. E para as emissões em VHF, a ABRADIG ainda acha que há tempo de se atribuir a faixa extendida de radiodifusão em VHF para o Rádio Digital padrão DRM, e não se dar início em 2018 a uma faixa operando em sistema analógico de rádio, significando a perda do Brasil da liderança em tecnologia de rádio difusão.



X